Barranco de Masca

Un barranco entre caseríos y flora endémica
Situado en la esquina noroeste de la isla de Tenerife, dentro del municipio de Buenavista del Norte, el barranco de Masca recorre una de las zonas más antiguas de las Islas Canarias, con siete millones de años de historia. Se trata de un barranco con un tramo de paredes verticales muy cercanas que desemboca en un pequeño embarcadero. La ruta no es muy larga, pero el desnivel y la irregularidad del terreno elevan su exigencia. Conviene llevar ropa y calzado adecuados, así como alimentos.
Un trekking desde la cumbre hasta la playa
Con cuatro kilómetros de longitud y un desnivel de 580 metros, el trekking del barranco parte del caserío de Masca para alcanzar un puente de madera que cruza el cauce por primera vez. El sendero cambia de lado para evitar la corriente de agua, fuerte en invierno, y lleva hasta una zona de canales de riego y pequeñas huertas. Ya en la desembocadura del barranco se pueden contemplar los acantilados de Los Gigantes, adonde es posible llegar en barco si antes se ha realizado la correspondiente reserva.
Length
3,9 km
Public transport
¡Aviso!
Barranco cerrado temporalmente
Localidad
Buenavista del Norte
Downloadable files selection
Archivos
Imagen Archivo
Título Fichero
Barranco de Masca
pdf

TENERIFE

TENERIFE

GRAN CANARIA

GRAN CANARIA

FUERTEVENTURA

FUERTEVENTURA

LANZAROTE

LANZAROTE

LA GRACIOSA

LA GRACIOSA

LA GOMERA

LA GOMERA

LA PALMA

LA PALMA

EL HIERRO

EL HIERRO
No te lo puedes perder
Imagen
Subtítulo
Barranco de Masca, Tenerife
Título
Casario de Masca

O casario ocupa a zona superior do curso entre os espigões de Abache, La Fortaleza e el Roque Tarucho. É composto por quatro bairros que descem a partir da estrada, antigo caminho que comunicava Valle de Santiago com o de Palmar. Para aceder ao trilho, temos de descer pelo bairro de La Piedra, onde se encontra a ermida Nuestra Señora de la Concepción, do século XVIII, com o seu largo povoado de loureiros.

Imagen
Subtítulo
Barranco de Masca, Tenerife
Título
A ponte

Pouco depois de passar o casario, atravessamos pela primeira vez o curso do barranco por uma ponte de madeira. A partir de aqui, o percurso vai passar de um lado para o outro do curso, que tem água dependendo da estação e das chuvas. Os rochedos do curso têm um aspeto arredondado e liso, produto da permanente erosão o que vai exigir cuidado e atenção ao atravessar.

Imagen
Subtítulo
Barranco de Masca, Tenerife
Título
As hortas

Estas hortas são o último expoente da utilização humana antes de entrar nas partes cada vez mais apertadas do barranco, onde já não há espaço para a agricultura. Aqui realizavam-se cultivos de subsistência. De facto, o casario ocupa as zonas menos propícias para o cultivo, as cristas, deixando as encostas para os socalcos.

Imagen
Subtítulo
Barranco de Masca, Tenerife
Título
A barragem

Esta pequena barragem recolhe a água da zona de La Vica, do Barranco de Madre del Agua e do próprio barranco de Masca pelo qual viemos a descer. Podemos ver à esquerda do curso o canal que levava a água até às pequenas zonas de cultivo na parte baixa do barranco.

Imagen
Subtítulo
Barranco de Masca, Tenerife
Título
Na garganta

A partir da barragem, entramos na zona mais apertada e estreita do barranco, é a zona com mais risco de aluimentos, visto que nos encontramos entre paredes verticais de várias centenas de metros.  A rota é mais complicada, passando de um lado para outro do curso. Se olharmos para cima, poderemos ver paredes afetadas pela erosão que se contorcionam consoante a caprichosa passagem da água.

Nesta zona podemos deixar livre curso à nossa imaginação observando as formas dos rochedos.

Imagen
Subtítulo
Barranco de Masca, Tenerife
Título
Hortas perto do mar

Uma encosta mais suave foi transformada numa pequena quinta em socalcos, cuja água provém do barranco. É impressionante ver o árduo trabalho necessário para fazer deste lugar um espaço de cultivo. Olhando para trás, poderemos ver um espetacular buraco na rocha que nos ilustra os processos erosivos do barranco de forma especialmente plástica.

Imagen
Subtítulo
Barranco de Masca, Tenerife
Título
A praia

A praia de Masca é o típico exemplo de praia à boca de um barranco, a maior parte da frente litoral com seixos, embora também haja zonas de areias consoante a maré e o tempo. De ambos os lados, as imponentes falésias de Los Gigantes, com os seus quatrocentos metros de altura, guardam esta baía paradisíaca onde descansar e dar um mergulho a seguir.

Sustentabilidade
Sostenibilidad
- Nunca deixe resíduos de qualquer tipo no meio envolvente, incluindo pontas de cigarro. Os resíduos alimentares contribuem para a proliferação de roedores e gatos selvagens que constituem uma séria ameaça para a vida selvagem.
- Respeite os animais, não os incomode nem os alimente. Se vir algum animal ferido, pode contactar o número de emergência 112. Não arranque flores ou plantas.
- Não apanhe nem leve pedras ou qualquer outro elemento do meio ambiente. Também não o modifique empilhando as pedras para construir as infames "torres".
- Não caminhe em espaços não assinalados e respeite a sinalização dos trilhos. Sair dos caminhos assinalados causa danos ao meio ambiente e também pode ser perigoso para si e para aqueles que o acompanham.
- É mais seguro manter o seu animal de estimação com trela.
- Tente não perturbar a tranquilidade do meio envolvente com ruído excessivo (música alta, gritos...).
1
54784
10 13
262
10045