Tamadaba-Bajada de Faneque

Trekking entre barrancos, Euphorbias Canarinas e casarios de Gran Canária
A zona de Tamabada possui um dos pinhais melhor conservados do norte da ilha de Gran Canária numa área singular pela sua rede de barrancos, escarpas e maciços montanhosos. Neste trekking, no qual também sobressai a presença de importantes colónias de várias espécies de Euphorbias Canarinas, podem-se visitar alguns casarios isolados –vários abandonados– de valor arqueológico como El Risco e o vale de Guayedra. Perto do mar, as ladeiras e falésias elevam-se mais de mil metros sobre o nível do mar.
Vistas aéreas sobre a costa de Gáldar e Agaete
A rota conduz desde a casa florestal de Tamadaba até ao risco de Faneque, onde se contempla a vista aérea de toda a faixa norte ocidental de Gran Canária, com os municípios de Gáldar e Agaete ao fundo. Com um comprimento total de quatro quilómetros, este trekking supera um desnível médio de 266 metros e decorre sobre terreno seguro, salvo quando atravessa uma parte do antigo canal de água construído em meados do século passado. Tamadaba acolhe 25% da flora endémica da ilha e 20% da de todo o arquipélago.
Length
4,9 km
Localidad
Agaete
Downloadable files selection
Archivos
Imagen Archivo
Título Fichero
Bajada de Faneque-Tamadaba
pdf

TENERIFE

TENERIFE

GRAN CANARIA

GRAN CANARIA

FUERTEVENTURA

FUERTEVENTURA

LANZAROTE

LANZAROTE

LA GRACIOSA

LA GRACIOSA

LA GOMERA

LA GOMERA

LA PALMA

LA PALMA

EL HIERRO

EL HIERRO
No te lo puedes perder
Imagen
Subtítulo
Tamadaba Faneque, Gran Canaria
Título
Casa Forestal

Começamos na casa florestal de Tamadaba, uma construção integrada no pinheiral à beira da estrada, que dispõe de uma estação meteorológica. Tamadaba foi um sítio tradicionalmente explorado, mais no qual se manteve um excelente pinheiral natural, para além de ser uma zona de execional riqueza botânica nas suas falésias, refúgio de grande número de endemismos.

Imagen
Subtítulo
Tamadaba Faneque, Gran Canaria
Título
Pinheiros barbudos

Atravesamos um pinheiral húmido, formação rara na ilha de Gran Canaria, onde predominam os pinheirais secos. Podemos notá-lo porque dos pinheiros e mesmo da vegetação rasteira, com faias e urzes no pequeno barranco que atravessamos, penduram líquenes que parecem barbas e que nos revelam a presença quase permanente de humidade no interior do bosque.

Imagen
Subtítulo
Tamadaba Faneque, Gran Canaria
Título
Gruta do Zapatero

Esta gruta formou-se na rocha em parte com um muro frontal e uma porta, que protege o interior, utilizado por pessoas que exploram os recursos do pinheiral, fundamentalmente rama de pinheiros e carvão. É uma recordação da época em que o monte era generoso em recursos para as populações vizinhas. 

Imagen
Subtítulo
Tamadaba Faneque, Gran Canaria
Título
Barranco del Risco

À esquerda da colina de Faneque vemos o Barranco del Risco, e no meio do seu curso o casario do penhasco, que pertence ao município de Agaete. É conhecido como o bairro do Charco Azul, pela presença de uma lâmina de água doce no curso do barranco de El Risco, determinada pela existencia de uma “marmita de gigante”, formada pela ação erosiva dos materiales de aluvião em queda vertical sobre a rocha. A circulação rápida do escorrimento faz que estas estruturas se despejem de sedimentos e se transformem nesta lâmina de água tão chamativa.

Imagen
Subtítulo
Tamadaba Faneque, Gran Canaria
Título
Sobre Agaete

A vista sobre a costa noroeste de Gran Canaria é espléndida desde a vertente norte do Lomo de Faneque; aos nossos pés o Barranco de Guayedra, na costa, o porto de las Nieves com Agaete à direita no barranco com o mesmo nome que ladeia Tamadaba a norte, na ponta, o faro de Sardina del Norte e, fechando as vistas, a montanha de Gáldar com a antigua capital aborígene na sua encosta.

Imagen
Subtítulo
Tamadaba Faneque, Gran Canaria
Título
Morro de Las Lechugas

Terminamos o trilho neste morro que é um excecional miradouro sobre o Roque Faneque, após ter passado pelo desfiladeiro de Los Pasitos. A vista é vertical e excecional; por baixo de nós, a falésia cai vertiginosamente até ao mar. É um sítio onde deleitar-se com vistas panorâmicas que justificam o caminho de regresso, no qual aproveitaremos para ver o pinheiral de Tamadaba no seu esplendor.

Sustentabilidade
Sostenibilidad
- Nunca deixe resíduos de qualquer tipo no meio envolvente, incluindo pontas de cigarro. Os resíduos alimentares contribuem para a proliferação de roedores e gatos selvagens que constituem uma séria ameaça para a vida selvagem.
- Respeite os animais, não os incomode nem os alimente. Se vir algum animal ferido, pode contactar o número de emergência 112. Não arranque flores ou plantas.
- Não apanhe nem leve pedras ou qualquer outro elemento do meio ambiente. Também não o modifique empilhando as pedras para construir as infames "torres".
- Não caminhe em espaços não assinalados e respeite a sinalização dos trilhos. Sair dos caminhos assinalados causa danos ao meio ambiente e também pode ser perigoso para si e para aqueles que o acompanham.
- É mais seguro manter o seu animal de estimação com trela.
- Tente não perturbar a tranquilidade do meio envolvente com ruído excessivo (música alta, gritos...).
2
54784
10 13
262
10045