O
timple,

a alma da festa

Madeira, corda pulsada e corpo em forma de pêra. Não, não é uma guitarra, é o timple: um instrumento de apenas quarenta centímetros, que marcou o folclore das Canárias. Desde o início do seu fabrico, no século XIX, foi-se convertendo no ícono musical por excelência destas ilhas, em primeiro lugar nas ilhas orientais e chegando, por último, à La Gomera e El Hierro.

ASSIM SOA
O TIMPLE

Há muitas classes de timple:

de cinco cordas, de quatro, contrabaixo…

À medida que foi ganhando protagonismo e a entrar em outros territórios musicais, as suas características foram evoluindo para se adaptar à sua nova função.

Música das Canárias

E SE QUISER OUVI-LO

EM DIRETO…

Quando pode ouvir o timple ao vivo? Sempre! O seu som alegre anima qualquer festa ou romaria e, por isso, não falta em nenhum dos festejos destas ilhas… que são muitos! Venha quando vier, em algum lugar do arquipélago encontrará uma celebração em que o timple faz parte da banda sonora. Assim, se vir pessoas com o traje de Mago ou Romero (o vestuário tradicional), não hesite e junte-se à festa!

Festas populares

VAMOS À ROMARIA

PASSADO,
PRESENTE
E FUTURO

DO TIMPLE

Na Casa-Museu do timple, em Teguise, poderá aprender como se constrói, ver as criações dos luthiers de Lanzarote e conhecer os parentes mais próximos deste instrumento. Mergulhe na história e no seu impacto no folclore das Canárias e aprenda como as novas tecnologias transformaram o timple nos últimos anos. Tudo à volta de um grande interesse arquitectónico, no qual poderá também desfrutar de concertos, palestras e cursos.

Teguise