Informação importante: Coronavírus (COVID-19)

As Ilhas Canárias são uma das regiões menos afetadas da Europa e do mundo. Por isso, primeiro que tudo, queremos transmitir-lhe uma mensagem de ânimo e otimismo. A seguir, informamos que estamos a trabalhar intensamente para a reabertura como destino turístico, para que possa visitar-nos com as máximas condições de segurança, higiene e qualidade. Nesta página proporcionamos-lhe informações atualizadas sobre a situação atual em cada uma das nossas ilhas.


As Ilhas Canárias iniciam o caminho para a “nova normalidade”

Atualmente, a Espanha continua em estado de alarme (instaurado pelo Real Decreto 463/2020). No entanto, a transição para a “nova normalidade” está a ser realizada de forma gradual em todo o país, em quatro fases de duas semanas cada uma, que começaram no dia 4 de maio.

Dada a baixa incidência da COVID-19 no Arquipélago Canário, as ilhas de La Gomera, El Hierro e La Graciosa já se encontram na Fase 2, adiantando-se assim ao resto do território nacional, como ocorreu na fase anterior. As restantes ilhas (Tenerife, Gran Canaria, Lanzarote, Fuerteventura e La Palma) continuam na Fase 1, com menos limitações e restrições que outras zonas de Espanha que ainda se encontram na Fase 0.

Atividades permitidas em cada uma das fases:

Fase 1

Hotéis, esplanadas e agências de viagens

(Tenerife, Gran Canaria, Lanzarote, Fuerteventura e La Palma)

  • É permitida a reabertura de hotéis e outros alojamentos turísticos, exceto as zonas comuns.
  • É permitida a reabertura do pequeno comércio, sob estritas medidas de segurança, nomeadamente a de manter uma distância física de dois metros no interior do local. No entanto, os centros comerciais permanecerão fechados.
  • É permitida a reabertura das esplanadas dos bares e restaurantes a metade da sua capacidade. No entanto, o interior dos estabelecimentos continuará fechado.
  • É permitida a mobilidade dentro de cada ilha, para realizar determinadas atividades (visitar amigos e familiares, ir a comércios e/ou esplanadas).
  • São permitidas as atividades de turismo ativo e de natureza para grupos reduzidos, com um máximo de 10 pessoas.
  • São permitidos os passeios e o desporto individual ao ar livre em faixas horárias determinadas.

Fase 2

Restaurantes e cultura

(La Gomera, El Hierro e La Graciosa)

  • É permitida a reabertura do interior de bares e restaurantes, a um terço da sua capacidade, sempre que se garantam as medidas de distanciamento físico e unicamente para serviço de mesas e/ou para preparar comida e bebida para levar.
  • É permitida a reabertura de cinemas, teatros, auditórios e outros espaços semelhantes, com “assento pré-designado” e a capacidade limitada a um terço do habitual.
  • São permitidas as visitas a monumentos, museus e salas de exposições, com capacidade limitada a um terço do habitual.
  • São permitidas as atividades de turismo ativo e de natureza para grupos mais amplos.
  • É permitida a celebração de concertos e espetáculos culturais em espaços fechados com um terço da capacidade habitual. Se forem ao ar livre, serão permitidas até 400 pessoas, sempre que estiverem sentadas.
  • É permitida a reabertura dos centros comerciais, sem possibilidade de permanecer nas áreas comuns e nas zonas recreativas, e com uma capacidade limitada a 40%.

Fase 3

Reabertura de praias e maior mobilidade

(Proximamente)

  • Será permitida a reabertura das praias.
  • Será flexibilizada a mobilidade geral (com medidas de proteção: máscaras, distância de segurança, etc.).
  • Será permitida a ampliação da capacidade do comércio para 50% (sempre que se respeitarem os dois metros de distância entre pessoas).
  • Serão suavizadas as restrições de capacidade e ocupação nos bares e restaurantes.

O que necessita de saber se vai viajar às Ilhas Canárias?

Como consequência do estado de alarme, os viajantes internacionais que chegarem às Ilhas Canárias terão de permanecer em quarentena durante 14 dias no seu alojamento e só poderão sair para adquirir produtos de primeira necessidade, ir a centros de saúde ou por causas de força maior. De momento, só podem entrar no território espanhol pessoas que detenham a nacionalidade espanhola ou residentes em Espanha, diplomatas e agentes consulares, e pessoas que demonstrem causas de força maior. Além disso, a União Europeia anunciou que manterá as fronteiras fechadas até ao dia 15 de junho, restringindo as viagens não imprescindíveis, apesar de estarem a ser estudadas futuras medidas para promover o turismo com a máxima segurança.

Normas de higiene e segurança:

Realize uma higiene frequente das mãos com água e sabonete, ou gel hidroalcoólico
Ao tossir ou espirrar, cubra a boca e o nariz com lenços descartáveis e deite-os imediatamente para o lixo
Mantenha constantemente uma distância de pelo menos dois metros em relação às pessoas com quem não convive (quer estas apresentem sintomas quer não)
A utilização de máscara é obrigatória no transporte público, em todos os espaços fechados e na rua, quando não se puder garantir o distanciamento social mínimo de dois metros

Em caso de aparecimento de sintomas, ligue para o número de telefone:

900 112 061

Febre Febre
Tosse Tosse
Falta de ar Falta de ar