As

baleias

também adoram as Ilhas Canárias

As Ilhas Canárias são um destino que atrai todo o tipo de visitantes… Incluindo os cetáceos! A riqueza do seu fundo marinho e a excelente temperatura das suas águas atraem constantemente uma grande variedade de fauna marinha. A grande vantagem das ilhas em relação a outras regiões é que no arquipélago muitos deles habitam de maneira permanente, o que pressupõe uma enorme garantia de os ver.
Nas proximidades das Ilhas Canárias podem encontrar-se até 26 espécies diferentes, desde a gigantesca baleia azul até aos simpáticos golfinhos. A sua presença é tão próxima das nossas costas que as ilhas converteram-se no lugar da Europa mais importante por número de pessoas para a observação dos cetáceos em liberdade.
/Espécies
mais comuns
A percentagem de avistamento nas Ilhas Canárias é notavelmente alta. As espécies mais comuns que podem avistar-se são a Baleia-piloto (Calderón Tropical), o Golfinho-roaz (Delfín Mular) e a Baleia Jubarte ou corcunda (Ballena Yubarta), espécies das chamadas residentes, algumas delas com colónia permanente no arquipélago, esperando a sua visita.
Golfinho
Ver golfinhos nas saídas do mar converteu-se em algo normal. Nas ilhas há até 6 espécies diferentes deste mamífero considerado um dos mais inteligentes do planeta. São muito amigáveis pelo que quando nos encontramos com eles é fácil que se aproximem do barco e nos convidem para brincar.
Baleia-piloto
É um dos delfinídeos maiores que existem e é muito comum encontrá-los nas costas canárias já que uma colónia de grande dimensão vive no arquipélago permanentemente. São muito amigáveis e viajam sempre em grupo ou família pelo que se podem avistar vários ao mesmo tempo. Também é possível vê-los brincar entre eles ou com o barco.
Rorqual
São a família mais abundante e diversificada de cetáceos misticetos, a qual inclui a Baleia Jubarte (ou corcunda) habitante das costas canárias. Podem chegar a medir até 16 metros de comprimento e são facilmente reconhecíveis (e visíveis) pela sua corcunda. Este grande mamífero deixá-lo-á boquiaberto quando vier à superfície para o cumprimentar.
Cachalote
Diz-se que o cachalote pode chegar a medir até 20,5 metros de comprimento. O que o converte num dos mamíferos maiores do mundo. Pode chegar a submergir-se até 3km de profundidade e durante 30 minutos, enquanto procura comida. Se conseguir ver este gigante do mar vai sentir-se insignificante ao lado de tal colosso.
O bem-estar dos
/cetáceos
em primeiro
As embarcações que o levarão a conhecer as baleias e delfins apresentam o distintivo “Barco Azul” e cumprem as leis que garantem uma vida plena e feliz aos cetáceos que habitam nas águas canárias. Atividades como alimentá-los ou tomar banho com eles não serão permitidas na travessia para que possam continuar a desfrutar do seu habitat em total liberdade.
Costa Sul
Tenerife
As águas do sudeste da ilha de Tenerife são um espaço privilegiado para a observação de animais cetáceos em liberdade. A sua presença próxima da costa fez de Tenerife o primeiro lugar da Europa em número de pessoas que conseguiram avistar cetáceos em liberdade. Aqui podem encontrar-se até 21 espécies diferentes desde a baleia azul até à orca. Há duas populações residentes de baleias-piloto e de golfinhos roaz que se podem ver quase em 80% dos dias do ano.
Saídas de barco em
Tenerife
Costa Sul
Gran Canaria
Pequenos cetáceos como os golfinhos frequentam as águas do sul da ilha de Gran Canária, na zona de Puerto Rico, para gozar da tranquilidade e o oxigénio que aportam os frescos ventos alíseos. A sua atividade começa com os primeiros raios de sol, quando as suas barbatanas assomam à superfície. O seu avistamento converte-se na principal atração do dia, a que se somam habitantes locais e turistas. Várias embarcações programam passeios marítimos com os meios de segurança necessários e pessoal técnico especializado a bordo.
Saídas de barco
em Gran Canaria
Costa de Tazacorte
La Palma
Alguns dos melhores avistamentos de grandes e medianos cetáceos em liberdade nas águas das Ilhas Canárias realiza-se a partir do porto de Tazacorte, na costa ocidental da ilha de La Palma. Várias rotas percorrem todos os dias alguns dos itinerários marítimos que frequentam animais como as baleias e os golfinhos, cuja percentagem de êxito de avistamento está por volta dos 90%. O mar da Palma também é um bom lugar para avistar cachalotes.
Saídas de barco em
La Palma
Costa do Valle Gran Rey
La Gomera
Saindo da costa do Valle Gran Rey, as águas do sul da ilha de La Gomera oferecem umas estupendas possibilidades para o avistamento de animais cetáceos nadando em liberdade. Por esta zona marítima transitam com muita frequência grandes mamíferos marinhos como golfinhos pintados, comuns e roaz, assim como diferentes tipos de baleias, cachalotes e rorquais tropicais. Nestas excursões, sempre acompanhados por pessoal técnico especializado marítimo, os passageiros podem ainda observar tartarugas marinhas.
Saídas de barco
La Gomera